quinta-feira, 8 de março de 2012

… Aguardo as tuas visitas breves…



Já há muito que não me exprimia,
Por meio de versos e quadras a rimar,
A inspiração não me permitia,
Mas confesso, também não a quis forçar.

Penso que ela tem que vir normalmente,
Tem que ser fluida e sentida,
Tem que ser impertinente,
Para que possa ser ouvida.

Ela advêm das vivências,
Que tento passar para o papel,
Contudo em algumas circunstancias,
Posso falhar ou errar, mas nunca longe do real.

Ela tem que ser cultivada,
Tem que se desenferrujar de vez em quando,
Ela é a nossa preguiça por vezes deitada,
Tempos que clicar em Play no comando.

A inspiração é a fonte do sucesso,
É ir mais além do observável,
É algo que não tem preço,
Algo que não é mensurável.

Aguardo as tuas visitas breves,
Pois necessito deste apanágio revitalizador,
Sejam palavras fortes ou leves,
Irei escrever o que sentir ao meu redor.

2 comentários:

  1. Eu vim visitar e como sempre está espectacular =)

    Bonitas quadras.

    ResponderEliminar
  2. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderEliminar

Gostas-te? Não deixes de comentar e seguir :) Obrigado!