segunda-feira, 22 de novembro de 2010

…Responde o coração…



Não me comparo com o melhor,
Tenho as minhas qualidades,
Não me comparo com o pior,
Eu respondo só com as verdades.

Quem se acha superior,
Que desça ao meu nível,
Quem se achar inferior,
Eu dou a mão e ajudo, não quero desnível.

Não ajo para ser valorizado,
Não actuo, pois não sou actor,
Gosto sim de ajudar quem deve ser ajudado,
E sobressair o sorriso, quando habita a dor.

Mas será que o que penso é o correcto?
Não deverei ser menos altruísta?
As vezes não sei o que é certo,
Ou por vezes me foge da vista.

É difícil mudar este coração,
Ele está demasiado, extremamente, ensinado,
Ele age como se tivesse sempre razão,
E quem sofre é quem o mantêm alojado.

Tentar ser o que não sou,
Não consigo, não quero,
A minha personalidade não ensinou,
A ter duas faces, logo não altero.

11 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. "Tentar ser o que não sou" e quem dera o amor ou o ser amodo entendesse isso...
    mas cá entre nós, ás vezes a gente se inventa pra agradar... sem alterar a essencia é claro... Rs...

    Beijo

    P.S. tava sumido...

    ResponderEliminar
  3. cada dia escreve melhor,bom fim d esemana,abraços.

    ResponderEliminar
  4. Oi moço!
    passando pra te deixar um ótimo fim deseja e um bjãO

    ResponderEliminar
  5. mesmo que vc quizesse muito ser quem vc n é,nao ia dar certo.
    texto lidissimo!

    ResponderEliminar
  6. Ei!
    saudade das tuas palvras!

    BjãO
    ótima semana!

    ResponderEliminar

Gostas-te? Não deixes de comentar e seguir :) Obrigado!