domingo, 24 de abril de 2011

…Desce comigo…




 Desce comigo,
Ao que tenho de mais precioso,
Vem comigo,
Pode parecer complexo, mas não tem nada de misterioso.

Senta-te nesse canto,
Foi sempre o teu,
Nunca encontrou tanto encanto,
Por muitas pessoas que conheceu.

Guardou e guardará,
Uma pessoa que nunca esqueceu,
Ele “tentou” mas nunca encontrará,
Essa simplicidade que um dia o acolheu.

Anda continua a caminhar,
Neste coração pequeno, mas sincero,
Aqui podes tudo encontrar,
Tudo que vivemos, vai que eu espero.

Deste lado existe os sorrisos,
Deste a outrora felicidade,
Tudo com os pormenores precisos,
Ah, e aqui mesmo…a saudade.

Quando “partiste”,
Vês aquelas “janelas”?
Foi por ai que saíste,
O meu coração tentou fecha-las, impotente, ficou a vê-las.

Desde ai este pequeno espaço,
Viveu ilusões infundadas,
Que se foi deteriorando cada pedaço,
Ainda ferido, das imensas “facadas”.

Não imaginas como é bom ver-te aqui,
Pensei que nunca mais voltasses,
“Pega” no livro que nunca te escrevi,
Guardei-o com carinho com medo que as paginas voassem.

Vez a mesinha de cabeceira?
Esta na mesma desde a ultima vez que te vi,
A fotografia, lembraste? Esteve sempre a minha beira,
Tantas vezes penso…como foi que te perdi.

As fotos trazem a lembrança,
Da beleza que me encantava,
Contigo eu sentia a esperança,
A felicidade contigo permanecia, não tardava.

És a parte do meu ser,
És o puzzle que encaixa,
Por muito que eu queira negar, dá para ver,
É difícil manter a cabeça erguida, quando falta algo…ela baixa.

Mas prefiro um sorriso teu,
Nem que para isso me afaste,
Tu foste a única que cativas-te tudo que é meu,
A tua “marca” em mim “cravas-te”.

Sincero, não poderia ser mais,
Num pequeno mas sentido poema,
Como sabes não sou dos tais,
Faço da verdade…o meu lema.

17 comentários:

  1. Wow... adorei pahh... demais mesmo...o amor tem destas "coisinhas" =) é um gosto enorme ler o que escreves =)

    ResponderEliminar
  2. Oi Hugo...!

    E eu fiquei presa nas suas linhas mesmo depois de acabar a leitura!

    Como escreves tão lindamente assim!? O título "Desce comigo" ficou simplesmente encantador e sedutor! Amei e amei!

    Prazer em estar contigo!

    Tenha uma semana de paz e poesia!

    Beijos e carinhos

    Sil

    ResponderEliminar
  3. pois, se calhar por tanto planear e por tanto pensar é que depois no desiludimos, e corre tudo ao contrário. :s

    ResponderEliminar
  4. agora é dificil tentar, pois a distancia é grande. Apenas queria uma conversa em condições. enfim.

    ResponderEliminar
  5. o amor faz nos tao bem... sem duvida :)

    ResponderEliminar
  6. nao se controla, nao se escolhe... e porquê fugir dele? ha que vive lo da melhor forma que saibamos :)

    ResponderEliminar
  7. Impossível não ceder a um apelo poético desse, se esse coração no teu alvo, resistir, ele terá que cair é do peito!


    Um abraço, Marluce

    ResponderEliminar
  8. o0 amor é assim: pedaços de saudades, restos de esperanças, e um implorar da alma para que a pessoa amada esteja junto, sem restrições, sem mas ou mais.
    Linda poesia, quase como o embalar das ondas.
    Abraços

    ResponderEliminar
  9. Obrigado..boa pascoa para ti também ;)

    ResponderEliminar
  10. eu já encontrei essa felicidade, mas nem sempre temos dias bons ! Muito obrigada :)

    ResponderEliminar
  11. Amigo querido ...Muitooo bom o texto vc é iluminadooo...
    Que todos os dias quando você acordar...
    receba dos Céus a bênção de ter
    sempre por perto as pessoas que te amam...
    Um final de semana com toda sorte de benção bjs!!!

    ResponderEliminar

Gostas-te? Não deixes de comentar e seguir :) Obrigado!