sexta-feira, 20 de maio de 2011

…Pseudo fala…



É com ela que me vou expressando,
Que grita sem se ouvir,
Do meu ser vai-se apoderando,
Desbravando o que em mim há para descobrir.

É o murmúrio que ensurdece,
Que se revela na inquietude,
Que se eleva, não esmorece,
Que não é defeito, é virtude.

É a paz de espírito desafogaste,
São as palavras que ficam por dizer,
Mas devido ao seu relevo importante,
Deixam a marca…em todo o meu escrever.

Vozes e falas voam sem destino nem direcção,
Enquanto escrito, fica gravado,
Numa folha, na areia, na terra ou até no coração,
Ficará para sempre guardado.

Não interessa a beleza,
Mas sim o significado,
Muita ou pouca destreza,
Bom sim, é ter desabafado.

Mas esta pseudo-fala que ninguém entende,
Que se apresenta de enigmas e sinais
Na imaginação existe o que se pretende,
E no coração se separa verdades de coisas banais.

É o encontro das interrogações,
É a cura sensível da dor,
É Explodir as nossas opiniões,
Sem ter medo do que existe ao nosso redor.

Obrigado nova forma de falar,
Eu me apeguei a ti assim,
Ajudaste e ajudas-me a melhorar,
Agora escrevo o que outrora guardava em mim.

10 comentários:

  1. FANTABULASTICO

    muito bom como sempre, é sempre optimo para mim ler-(te), teus poemas inspiram e tuas palavras fazem pensar, gostei muito.

    Kiss***

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Passando pra te desejar um ótimo fim de semana... dizer que estou de volta e deixar um super bjO

    abração

    ResponderEliminar
  3. Já tinha saudades da tua forma de escrever *

    ResponderEliminar
  4. Em constante evolução, well done Hugo :)

    ResponderEliminar
  5. Oh muito obrigada, ainda bem que assim é :)

    ResponderEliminar
  6. Muito interessante o blog !
    Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir...;

    www.bolgdoano.blogspot.com

    Muito Obrigada, desde já !

    ResponderEliminar
  7. és sempre tão simpático. obrigada do fundo do meu coração hugo

    ResponderEliminar

Gostas-te? Não deixes de comentar e seguir :) Obrigado!