terça-feira, 4 de janeiro de 2011

…Vicio…

 by paRanOYgzz

Tenho todos os vícios em mim,
Entranham-se no meu ser,
Impossível ignora-los tão fácil assim,
Muito menos os perder.

Num cigarro não me delicio,
O seu odor não suporto,
Por ver os outros, não copio,
Ser diferente? Não me importo.

No álcool não me deleito,
Não aprecio, tenho o meu direito,
Estou sempre sóbrio quando me levanto e quando me deito,
Sei sempre o que fiz e o que tenho feito.

Não sou facilmente influenciável,
Não cedo a pressões ou a padrões,
Sigo pelo consciente “aceitável”,
E não apenas por opiniões.

Os vícios no seu extremo,
Demonstram o degredo da personalidade,
Tento não me iludir, não “tremo”,
Fiel a mim com naturalidade.

Os vícios que possuo,
São de viver intensamente,
Por vezes tão rápidos, que autuo,
“Multas” que rasgo mas não se apagam do pensamento.

O meu maior vicio é ter por perto,
Quem desejo, quem quero,
É benigno sei que esta certo,
Família, amigos, quem gosto, sentimento sincero.

Vou-me viciado ate me deixarem,
Lutando a cada dia por ser melhor que ontem,
Tenho uma “força” incontrolável, por muito que me atem,
Os meus gestos e acções não mentem.

5 comentários:

  1. ♫Tu es ma came
    Quand tu pars c'est l'enfer et ses flammes
    Toute ma vie, toute ma peau te réclament
    on dirait que tu coules dans mes veines♫ (Tu es ma came, Carla Bruni)

    Adorei o texto e acredito que assa música (que eu adoro diga-se de passagem) combinou perfeitamente.

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Que essa força não se esgote e esse vicio seja permanente :D *

    ResponderEliminar
  3. Também tenho vários vicios e acho normal ter.
    Anormal é não ter nenhum né! rs

    Belo post!

    Beijos

    ResponderEliminar

Gostas-te? Não deixes de comentar e seguir :) Obrigado!