quinta-feira, 29 de julho de 2010

“Amizades”


Amigo é o que dá conselhos,
Não o que aponta,
Para tirar proveitos alheios,
E para conseguir o que quer a nossa conta.

Amigo é o ouvinte,
Que não fala convulsivamente,
Que age conscientemente,
E que sobre tudo não mente.

Amigo é o que quer a nossa felicidade,
Não o que omite, esconde,
Ajuda-nos em qualquer adversidade,
Procura soluções mesmo não sabendo onde.

Amigo é sincero, é verdadeiro,
Não nos coloca contra a parede,
Não o podemos sentir traiçoeiro,
Com ele o sinal não esta sempre verde.

A amizade mesmo que passe a outros níveis,
O amigo tem que tomar o seu lugar,
Não pode passar as barreiras intransponíveis,
Nem entrar em persuasões apenas para se ajudar.

Amizades dessas existem milhares,
Interesseiros para fins pessoais e sentimentais,
Nunca cales aquilo que escondes em olhares,
Na vida não há espaço para amizades banais.

6 comentários:

  1. muito obrigada :$

    gostei do poema, vou seguir também

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada pelas palavras. É muito saber as opiniões dos meus leitores e seguidores, acredita (:

    ResponderEliminar
  3. Tem de ser assim.
    Muito obrigado ;$

    ResponderEliminar
  4. Enfim, amigos são tudo de bom!

    Lindo poema!

    Adorei aqui!

    bjos

    ResponderEliminar
  5. Amizade é algo assim :)
    Gostei :bb

    ResponderEliminar

Gostas-te? Não deixes de comentar e seguir :) Obrigado!