quarta-feira, 8 de setembro de 2010

…Gravidade…



A gravidade altera-se, custa,
As forças desvanecem,
Quero entregar a “pasta”,
Enquanto as energias não aparecem.

Ela que nos empurra,
Ela que nos controla,
Que por vezes nos esmurra,
E nem nos dá “bola”.

Que nos faz levantar,
Que nos faz cair,
Que nos deixa a desacreditar,
Que nos obriga a entrar querendo sair.

Que nos permite o equilíbrio,
Que nos permite o movimento,
Mas porque tanto desequilíbrio?
Nem pensamos no momento.

Se ao menos nos parasse,
Quando asneiras fazemos,
Ou pelo menos nos acordasse,
Pois nem nos o sabemos.

Gravidade não peço para levitar,
Não peço para voar,
Peço sim, voltar a caminhar,
E digo que não me custa para atingir, suar.

Não peço para ser mais que ninguém,
Não peço para ser super herói, não,
Quero voltar a acreditar pois a todos desejo o bem,
Mas “levanta-me”, tens aqui a minha mão.

18 comentários:

  1. As vezes tudo o que eu queria era levitar...

    belíssimo...como sempre né rsrs

    bjãO

    ResponderEliminar
  2. Como você disse , o amor pode tudo , é supremo ... dele virá tua renovada energia.

    Bjo.

    :)

    ResponderEliminar
  3. Nossa adorei seu blog e mais ainda seu poema
    muito boom =)

    jah estou seguindo =)

    ResponderEliminar
  4. bigada:s ah momentos q perdemos as forças todas!
    :( enfim

    bigada msm!

    ResponderEliminar
  5. bigada msm

    e sempre bom ouvir estas palavras:S

    ah moments assim:( que vamos a baixo cmpletamnte e so nos apetece e tar no nosso kantinho e esquecer!

    bigada pelas palavras:S

    ResponderEliminar
  6. obrigadão pelo comment!


    continua! ;)

    ResponderEliminar
  7. Acredito sinceramente que não é possivel descrever o amor, mas acredito que é possivel determinar em quem o amor nos torna, e como ele nos define.
    Obrigada pelo comentário.
    Mais uma vez, adorei o teu texto!

    ResponderEliminar
  8. Sempre nos impusiona pra baixo! É uma luta constante tentar se reerguer!
    Beijo

    ResponderEliminar
  9. Está cada dia melhor,muito bom mesmo.Siga em frente sem olhar para tráz,busque no mais profundo do seu ser e encontrarás a paz.

    ResponderEliminar

Gostas-te? Não deixes de comentar e seguir :) Obrigado!