sábado, 28 de agosto de 2010

...Até sempre…



 Queria deixar a minha homenagem,
A um homem que pouco conheci,
Mas que infelizmente, “partiu de viagem”,
Ficam aqui os meus sentimentos para si.

Relembro a sua calma e bondade,
Relembro a sua gratidão e preocupação,
Apesar de tudo ainda lembro, é verdade,
Irei guarda-lo no coração.

Faz hoje uma semana que o vi,
Em circunstancias que não queria,
O que vi no hospital, acredite que senti,
A sua força de viver era grande, eu sentia.

Infelizmente ao segundo AVC não resistiu,
Apesar da sua grande força de vontade,
Teve sempre o apoio dos seus, sei que sentiu,
Relembro que nas suas acções não tinha pingo de maldade.

Sei que não poderá ler,
Sei que iria gostar,
Pena não poderemos prever,
Quando a vida está prestes a acabar.

Deixo um beijo sentido do seu sobrinho,
Vou deixa-lo a sós,
Receba-o vai com todo o carinho,
Sem mais de momento, descanse em paz.

13 comentários:

  1. está tão lindo *.*
    gostei mesmo muito (':

    P.S. acho que na 2º quadra ' apensar de tudo ainda me lembro' - acho que querias dizer apesar :p é um 'lapsozito' :p

    ResponderEliminar
  2. concordo, mais um belo poema, mas a historia em si é demasiado triste :(

    nem sempre quem "merece" fica :(

    ResponderEliminar
  3. sou tia à relativamente pouco tempo e este poema tocou-me muito! parabéns

    ResponderEliminar
  4. E como dói, a morte de alguém que amamos. Ficou lindo teu sentimento expresso em palavras. Agradeço sua visita. Estou sempre por aqui. Bjo.

    ResponderEliminar
  5. Tem selo disponível pra ti no meu blog. Havendo interesse pode buscar. Bom fim de semana pra nós!

    ResponderEliminar
  6. que homenagem linda !
    ele deve estar orgulhoso :)
    vou seguir*

    ResponderEliminar

Gostas-te? Não deixes de comentar e seguir :) Obrigado!