quarta-feira, 11 de agosto de 2010

…solução? Quem sabe!...

Corrupção, cobiça,
Assaltos, violações,
Onde anda a justiça?
O mundo anda aos trambolhões.

Policia tem medo,
O cidadão comum não pode fazer nada,
Não podemos pensar que é cedo,
Pois assim teremos a nossa vida condenada.

Cometem crimes inexplicáveis,
Alguns na impunidade,
As penas não são aplicáveis,
Porquê que existem? Para esta finalidade?

Prisões domiciliarias,
Com pulseiras electrónicas,
Têm que fazer visitas diárias,
À esquadra, não é fazer as pessoas de otárias?

Pessoas assim,
Não deveriam andar soltas em liberdade,
Mesmo que condicional, mas não depende de mim,
Tenho que aceitar não deve ser prioridade.

Cadeira eléctrica seria a solução?
Eutanásia também não era mau pensado,
Agora andar a medo e pagar inocentes, isso é que não,
Eles pensariam duas vezes antes de serem julgados.

23 comentários:

  1. Obrigada pelos comentários :)
    Este está muito realista*

    ResponderEliminar
  2. Falas neste texto de coisas muito importantes, de temos muito actuais*

    ResponderEliminar
  3. a pergunta é mesmo essa: onde anda a justiça?

    ResponderEliminar
  4. Que grande poema, de facto, é dificil encontrar a solução para tudo isso

    ResponderEliminar
  5. verdade,
    mas é difícil quando não gostamos do exterior.

    ResponderEliminar
  6. ahahah não, deixa estar, não faço questão de saber onde é que eles estão

    ResponderEliminar
  7. outra verdade.
    mas gostava de me sentir melhor comigo mesma entendes?

    ResponderEliminar
  8. já tentei isso mil e uma vezes,
    e há sempre alguma coisa que me ponha em baixo...
    odeio completamente

    ResponderEliminar
  9. acredita que vou conseguir!
    obrigada pelas palavras :')

    ResponderEliminar
  10. muito obrigada :$

    sim, isso também é verdade

    ResponderEliminar
  11. vou seguir o teu conselho :')
    mais uma vez obrigada

    ResponderEliminar
  12. nao tens de agradecer , estou aqui para isto (:
    e além disso percebo "perfeitamente" a tua dor .

    ResponderEliminar
  13. - nao precisas de agradecer , já disse :')

    ResponderEliminar

Gostas-te? Não deixes de comentar e seguir :) Obrigado!